Canal Exclusive
Revista Online

Muito além do futebol

por Redação | publicado em quarta, 05 de setembro de 2018


Palco dos clubes mineiros e de grandes eventos, Mineirão completa 53 anos

“Posso morrer pelo meu time. Se ele perder, que dor, imenso crime. Posso chorar, se ele não ganhar. Mas se ele ganha, não adianta, não há garganta que não pare de berrar...” Para aqueles que sofrem da paixão quase inconsequente por um clube de futebol, esse trecho traduz perfeitamente as reações adversas que tal sentimento pode causar em um típico e apaixonado torcedor. Sabendo disso, Samuel Rosa e Nando Reis conseguiram transportar esse amor, muitas vezes, incompreensível para cada nota da letra de É uma partida de futebol – uma das canções que melhor traduz a relação entre o torcedor e o clube de coração.

Prevendo o sucesso, Samuel e seu Skank escolheram um palco histórico para registar o dia movimentado de uma genuína partida de futebol: o Estádio Governador Magalhães Pinto (nosso Mineirão). Contudo, não poderia ser um jogo qualquer ─ e realmente não foi. Tratava-se de um Cruzeiro e Atlético, em 16 de março de 1997. Não deu outra. Cerca de 40 mil pessoas abraçaram a ideia, e a gravação originou um dos clipes mais famosos do Brasil, além de render à música o tema que embalou a turnê da Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo de 1998.

O cenário registrado naquele clipe era outro. Hoje, os morros que emolduravam o estádio deram lugar a uma moderna esplanada multiúso, e o Gigante da Pampulha tornou-se um dos mais modernos estádios do país. E não há bairrismo nessa afirmação, já que isso foi constatado por pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo, em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O estudo avaliou quesitos de infraestrutura e serviços em geral, nas 12 cidades-sedes da Copa do Mundo de 2014, e o Mineirão ficou em primeiro lugar, com 99,7% de aprovação.

Rapidinhas

*No fim de 2014, a Minas Arena realizou manutenção no gramado do Mineirão. A grama utilizada no estádio é do tipo Bermuda Celebration – uma das espécies mais resistentes, específica para a utilização em campos de futebol, além de ser adequada ao clima de BH.

*O Gigante da Pampulha conta com 50 bares, além de lojas na Esplanada.

*A Esplanada tornou-se espaço para grandes shows internacionais e, com 80 mil metros quadrados livres e vista privilegiada para a Lagoa da Pampulha, colocou BH, definitivamente, na rota dos grandes eventos.

*O estádio conta com 98 camarotes, com 2.024 assentos.

*A Usina Solar Fotovoltaica (USF), inaugurada pela Cemig, foi a primeira em um estádio no Brasil. A USF Mineirão tem uma potência instalada de 1,42MWp, com cerca de 6 mil módulos fotovoltaicos, sendo que toda a energia gerada é injetada na rede de distribuição da Cemig.

*Para o Cruzeiro, o Mineirão foi fundamental, também, para alavancar o Sócio do Futebol, projeto de sócio-torcedor do clube, que hoje conta com mais de 60 mil inscritos.

*364 câmeras de vigilância monitoram toda movimentação que acontece nas dependências do estádio antes, durante e após as partidas. Dessas câmeras, 89 são equipadas com movimentação livre e sistema de zoom, capaz de ampliar a imagem em 36 vezes.


Comentários

Mais lidas

Card image cap
Por que fazemos o que fazemos?

Ler matéria
Card image cap
Projeto Cidade do gás

Ler matéria
Card image cap
1ª corrida contra o câncer beneficia ONG que doa perucas para pacientes oncológicos

Ler matéria
Card image cap
Uma goleada do Vila da Copa

Ler matéria
Card image cap
Rede internacional de sorvetes Cold Stone Creamery inaugura loja em BH

Ler matéria