Belo Horizonte, 24/10/2019

A quarta edição do Festival Verbogentileza será dias 7 e 8 de setembro, na Praça Floriano Peixoto.

por Redação | publicado em sexta, 09 de agosto de 2019



Com o tema “realizar”, projeto avança no objetivo de trazer

mais gentileza para os centros urbanos

O Festival Verbogentileza dá mais um passo rumo ao objetivo de transformar as relações dentro das cidades por meio da gentileza, e nos dias 7 e 8 de setembro, na Praça Floriano Peixoto, o verbo realizar será a tônica da quarta edição do evento. Além da programação cultural, que traz entretenimento e leveza ao público, oficinas para adultos e crianças, artes cênicas, feiras de economia criativa e de comidinhas regionais pretendem gerar uma reflexão sobre como as pessoas podem fazer a cidade mais gentil pra elas mesmas. Além, é claro, do Portal da Gentileza, a instalação de fitas coloridas que cria toda a atmosfera do Festival.

Na programação, já estão confirmadas as atrações: trio Muntchako, de Brasília, que apresenta música sem letra, mas com muitos sotaques e misturas: guitarrada paraense, forró paraibano, ska jamaicano, tango portenho, funk carioca e rock norte-americano, com uma pitada de batidas eletrônicas. A banda Yônica, que recria a trajetória das artistas-percussionistas, colocando na roda elementos de sua bagagem criativa que vai da cultura popular, das tradições afro-brasileiras e das pesquisas de ritmos latino americanos ao universo da música eletrônica como samples, loops e efeitos de voz. Também formado por mulheres, o Choro por Elas, com piano, flauta, violino e pandeiro. E o DJ Barata, com sua Festa Criolina também vai animar o evento.

O Festival da Gentileza, que conta com o patrocínio do Instituto Unimed-BH desde a primeira edição, será uma oportunidade de dar ainda mais visibilidade a propostas que tenham a gentileza urbana como referência. O tema “realizar” é um norte para trazer para mais perto indivíduos e organizações com responsabilidade social urbana e funcionar como rede, como um catalisador do trabalho coletivo para uma cidade melhor.

Para receber projetos e iniciativas, o Verbogentileza lançou um site (www.verbogentileza.com.br), que funciona como plataforma de realizações. As redes sociais continuam sendo um canal de escuta e de disseminação de ações gentis e conteúdo próprio. E para estar mais próximo de “gente que realiza”, foram convidados para embaixadores do projeto quatro pessoas atuantes na cidade: Filipe Thales, Duda Salabert, Kdu dos Anjos e Bruna Kassab.

As ações pop-up continuam acontecendo com um novo propósito e o compromisso de realizar, deixar uma contribuição real por onde passarem. Em formato experimental e de protótipo, o Verbogentileza está viabilizando, com ajuda financeira, quatro projetos não-próprios indicados pelos embaixadores, para ampliar ainda mais sua atuação na cidade. A ideia é que essa rede cresça no futuro, impactando projetos e pessoas diferentes e conectando essas ações a marcas.

“Nesses quatro anos, fomos nos transformando em uma rede catalisadora de mudanças urbanas, tendo a gentileza como fio condutor. Tem sido uma experiência transformadora também para a equipe, ao ver um sonho virar plataforma. Começamos escutando a cidade. E quando tiramos das nossas mãos o papel de escolha, evoluímos para uma ponte que conecta marcas, pessoas e movimentos que possuem o mesmo sonho que o nosso: cultura, colaboração, diversidade. E já estamos pensando em como evoluir para outras grandes cidades. Percebemos a tendência de marcas como conectoras das mudanças sociais e queremos gerar negócios para as empresas e os projetos”, comenta a idealizadora, Patrícia Tavares.

RELAIZAÇÃO: MINISTÉRIO DA CIDADANIA e Pátria Amada Brasil Governo Federal. Conta com patrocínio do Instituto Unimed-BH, por meio do incentivo de mais de 5.000 médicos cooperados e colaboradores ao Programa Sociocultural.

SERVIÇO:

Festival da Gentileza 2019

Data: 7 e 8 de setembro

Local: Praça Floriano Peixoto – Belo Horizonte/MG

Entrada gratuita.

facebook.com/verbogentileza

instagram.com/verbogentileza

www.verbogentileza.com.br

VERBOGENTILEZA - TRAJETÓRIA

O projeto Verbogentileza surgiu em 2016, em Belo Horizonte, com o objetivo de ser uma plataforma de ações individuais, coletivas, on e off-line. E engajar – por meio da cultura, da educação e de ações de conscientização – as pessoas a buscarem soluções mais inteligentes, compartilhadas e sustentáveis, para melhorar a vida nos grandes centros urbanos.

Na prática, o projeto atua em três frentes. As redes sociais são um canal de escuta e de criação de conteúdo, buscando dar luz a iniciativas afins e incentivar posturas gentis. As ações pop-up na cidade propõem trazer reflexão, conectar pessoas, elucidar projetos. E o Festival Verbogentileza é a celebração do projeto com o público, o momento em que as ações se juntam e uma programação cultural e de reflexão é disponibilizada gratuitamente. Em 2019 será a quarta edição do evento.

Em sua trajetória, o Verbogentileza passou por diversos momentos. Em 2016 ele se apresentou à cidade. No Festival, o público foi convidado a escrever seus anseios e desejos, pessoais e coletivos. Houve escuta, conversa e muita troca de conhecimento.

Em 2017, as ideias ganharam mais movimento e saíram do papel com formatos, roteiros e interações maiores e diferentes. Em 2018, já ciente do seu papel transformador, o projeto ganhou contornos de rede e não apenas de manifesto. Inspirado nessa essência que é a ação, foi escolhido o verbo “convidar” para nortear o conceito do ano. Foi assim, abrindo e aceitando convites, que o Verbogentileza se fez mais presente.

Para 2019, após muita escuta e troca, ele surge com uma resposta: contar com a força de pessoas realizadoras, com um objetivo em comum. Para este ano, o projeto será uma rede, que conecta gentilezas e contribui efetivamente para uma vida urbana melhor.

Instituto Unimed-BH

Associação sem fins lucrativos, o Instituto Unimed-BH, desde 2003, desenvolve projetos visando ampliar o acesso à cultura, estimular o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas, valorizar espaços públicos e o meio ambiente. Ao longo de sua história, o Instituto destinou R$94 milhões ao setor cultural, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e da Lei Federal de Incentivo à Cultura, viabilizado pelo patrocínio de mais de 5.000 médicos cooperados e colaboradores. No último ano mais de 1,4 milhão de pessoas foram alcançadas por meio de projetos de cinco linhas de atuação: Comunidade, Voluntariado, Meio Ambiente, Adoção de Espaços Públicos e Cultura. Saiba mais em www.institutounimedbh.com.br.

Foto: Giovanny Sá


Comentários