Belo Horizonte, 21/08/2019

Brincar em família: é o convite do Museu dos Brinquedos com a programação dos sábados e feriados de agosto e setembro

por Redação | publicado em quarta, 14 de agosto de 2019



Oficinas, brincadeiras e exposição de brinquedos e memórias envolvem e encantam toda a família

Em Belo Horizonte, existe um lugar muito especial dedicado à infância, onde é possível descobrir um mundo de brinquedos e brincadeiras e vivenciar momentos incríveis de faz de conta, encontro de gerações, conhecimento, partilha de memórias e afetos e muita alegria. É o Museu dos Brinquedos (na Avenida Afonso Pena, 2564 – Funcionários, Belo Horizonte) espaço estruturado para o desenvolvimento humano, social, emocional e cognitivo da criança e da família, tendo como recurso principal o ATO DE BRINCAR.

Por meio de diversificadas atividades, o Museu dos Brinquedos busca propiciar experiências capazes de despertar nos visitantes a força do brincar em suas três vertentes: como um ato lúdico prazeroso e saudável em si mesmo; como uma atitude individual e coletiva que desperta, desenvolve e consolida valores humanos importantes em qualquer indivíduo independentemente da idade, como empatia, afeto, coragem, união, cooperação, paz e solidariedade; e como fator propulsor de potencialidades sociais e cognitivas da criança, como o desenvolvimento intelectual e motor, autoconhecimento, socialização, senso crítico, criatividade e uma postura ativa perante a vida.

“Ao brincar, descobre-se e redescobre-se o mundo e se aprende a lidar com a realidade, construindo valores essenciais que norteiam nossas atitudes por toda a vida”, explica Tatiana de Azevedo Camargo, diretora executiva do Museu dos Brinquedos e neta de dona Luiza, idealizadora deste lugar mágico.

O brincar é uma característica humana, natural e universal. Especialmente para a criança, é a linguagem com a qual ela se expressa e demonstra como vê, interpreta e constrói o mundo. Para o Museu dos Brinquedos, as crianças são sujeitos sociais que aprendem brincando e que são capazes de agir ativamente na construção de sua identidade e da sociedade. Já os adultos – familiares e educadores – podem ser não só catalizadores deste processo e, também, influenciados pela brincadeira, na mediada que acessam as gostosas lembranças de suas infâncias e despertam em si o ser brincante existente e interagem com as crianças. Por isso, brincar entre gerações contribui tanto com o fortalecimento dos laços afetivos, familiares e sociais”, destaca Tatiana.

Programação de agosto e setembro

Durante os meses de agosto e setembro, todos os sábados e feriados, das 10 às 17 horas, o visitante poderá se divertir com uma programação especialmente elaborada para que crianças e adultos possam brincar juntos. E ainda despertar sentimentos de afetividade, união e empatia entre avós, pais e filhos, adultos e crianças de todas as idades. “Buscamos contribuir com uma sociedade mais afável e humana”, ressalta Tatiana Camargo.

As atividades estão divididas em quatro eixos:

- Que tal construir seu próprio brinquedo? Hora de juntar um monte de coisas simples, materiais reciclados e criatividade, para fazer um brinquedo super bacana para se divertir e levar para a casa.

- Que tal fazer de conta? Em um cantinho do Museu, um espaço especial para a imaginação tomar conta e a hora passar com brincadeiras incríveis.

- Que tal brincar no quintal? Junte a família no pátio para brincadeiras e descobertas com perna de pau, perna de lata, patinete e velotrol, pular corda, amarelinha e elástico, desenhar com giz. Para se divertir com adedanha, cinco marias, pega varetas, forca, jogo da velha e ainda brincar de queimada, pique estátua, cabo de guerra, dança das cadeiras, carrinho de mão, corrida do saco e do ovo, dança da laranja e muitas outras brincadeiras coletivas.

- Que tal compartilhar histórias e memórias? A família também é convidada a fazer “uma viagem no tempo” e partilhar memórias da infância por meio da exposição Tempo será – Histórias e memórias do brincar. A mostra tem como inspiração o tradicional brinquedo O Pequeno Construtor e leva o público a conhecer a história dos brinquedos e sua relação com a história da sociedade a partir de uma experiência lúdica, interativa e cheia de conhecimento.

Museu dos Brinquedos - Programação para de agosto e setembro - Sábados e Feriados

Dia 15, 16 e 17 de agosto – quinta e sexta-feira e sábado

10 às 17 horas:

  • Que tal fazer de conta? Brincar de Detetive: um caso misterioso e muito mirabolante acontecerá no Museu e a turma terá que resolver em conjunto, coletando e desvendando enigmas, pistas e mistérios.
  • Que tal brincar no quintal? Pátio de muitas brincadeiras coletivas com os educadores.
  • Que tal compartilhar histórias e memórias? Exposição para lembrar, aprender e compartilhar.

11h30, 14 e 16 horas:

  • Que tal construir seu próprio brinquedo? Para que os pequenos detetives possam desvendar o mistério, cada visitante irá montar seu MALETA DO DETETIVE com lupa, lanterna, caderninho de anotações e carteirinha de identificação.

Dia 24 de agosto – sábado

10 às 17 horas:

  • Que tal fazer de conta? Restaurante: nada como brincar de fazer comidinhas... mas quem quiser pode também brincar de ser o freguês e fazer os pedidos para o garçom que também fará parte da brincadeira. Brincar de restaurante com mesinhas, comidinhas de mentira, cardápio e uma freguesia de verdade será muito divertido!
  • Que tal brincar no quintal? Pátio de muitas brincadeiras coletivas com os educadores.
  • Que tal compartilhar histórias e memórias? Exposição para lembrar, aprender e compartilhar.

11h30, 14 e 16 horas:

  • Que tal construir seu próprio brinquedo? Para que não falte comida no restaurante, vamos montar uma oficina de comidinhas! Que tal fazer pizza, sushis e bolos de chocolate de mentirinha?

Dia 31 de agosto – sábado

10 às 17 horas:

  • Que tal fazer de conta? Livraria: dia de fazer uma das compras mais deliciosas – livros! E vai ter livreiro para dar dicas, local para leitura e escolher o que vai levar e ainda presença de autores nessa livraria autografando os livros comprados pelos clientes leitores!
  • Que tal brincar no quintal? Pátio de muitas brincadeiras coletivas com os educadores.
  • Que tal compartilhar histórias e memórias? Exposição para lembrar, aprender e compartilhar.

11h30, 14 e 16 horas:

  • Que tal construir seu próprio brinquedo? Nesse sábado vai ser o dia de todos escreverem seu livro a partir de um fio de prosa a ser lançada pela equipe do Museu: Uma história muito enrolada! E depois correr para a Livraria do museu para vender e autografar seu livro para o papai e a mamãe!

Dia 07 de setembro - Sábado

10 às 17 horas:

  • Que tal fazer de conta? Supermercado: aprender a fazer contas, escolher os alimentos e materiais que são importantes em casa para que tudo funcione, controlar o dinheirinho ou até mesmo ser responsável por organizar um mercadinho ou por empacotar e pela caixa registradora.
  • Que tal brincar no quintal? Pátio de muitas brincadeiras coletivas com os educadores.
  • Que tal compartilhar histórias e memórias? Exposição para lembrar, aprender e compartilhar.

11h30, 14 e 16 horas:

  • Que tal construir seu próprio brinquedo? Vamos juntos construir uma caixa registradora? Vai ser super legal e muito divertido!

Dia 14 de setembro - Sábado

10 às 17 horas:

  • Que tal fazer de conta? Escolinha: uma brincadeira deliciosa passada de geração para geração... ser professor, aluno, disciplinário, quadro, giz, mesinha, caderno; esse cantinho vai ficar pequeno para a família brincar dessa brincadeira tão gostosa...
  • nada como brincar de fazer comidinhas...
  • Que tal brincar no quintal? Pátio de muitas brincadeiras coletivas com os educadores.
  • Que tal compartilhar histórias e memórias? Exposição para lembrar, aprender e compartilhar.

11h30, 14 e 16 horas:

  • Que tal construir seu próprio brinquedo? Vamos colocar a cuca para funcionar e construir brinquedos de lógica como jogos de tabuleiro!

Dia 21 de setembro - Sábado

10 às 17 horas:

  • Que tal fazer de conta? Estúdio de TV: com muita imaginação, não vai faltar programação neste sábado na televisão da garotada. Pode ser um jornal, um desenho animado, um programa de culinária, um filme, estúdio, câmera, microfone e muitos artistas para brincar de ser artista, jornalista, produtor, diretor...
  • Que tal brincar no quintal? Pátio de muitas brincadeiras coletivas com os educadores.
  • Que tal compartilhar histórias e memórias? Exposição para lembrar, aprender e compartilhar.

11h30, 14 e 16 horas:

  • Que tal construir seu próprio brinquedo? Vamos juntos construir filmadoras e microfones para que a brincadeira fique completa e possa ainda levar para casa e continuar brincando!

Dia 28 de setembro - Sábado

10 às 17 horas:

  • Que tal fazer de conta? Escolinha: Misturas mirabolantes, olhares curiosos e atentos, gráficos, dados e muita pesquisa. Esse será o ambiente que tomará conta do Museu e fazer todo mundo brincar de invenções e descobertas científicas.
  • Que tal brincar no quintal? Pátio de muitas brincadeiras coletivas com os educadores.
  • Que tal compartilhar histórias e memórias? Exposição para lembrar, aprender e compartilhar.

11h30, 14 e 16 horas:

  • Que tal construir seu próprio brinquedo? Que tal fazer um vulcão com argila e ver como funciona uma erupção de verdade em uma experiência simples, mas divertida e cheia de conhecimento!

Sobre Museu dos Brinquedos

O Museu dos Brinquedos foi aberto em 2006, com a missão de preservar e difundir o patrimônio cultural lúdico da infância no Brasil. De uma coleção particular de brinquedos da querida Vovó Luiza, surgiu a valorização do ato de brincar. De lá pra cá ele vem se transformando e transformando pessoas. Já recebeu cerca de 95 mil visitantes espontâneos, 170 mil visitantes de escolas, universidades e grupos de terceira idade e promoveu mais de 300 apresentações culturais e mais de 60 ações e projetos itinerantes e de formação. O Museu conta com patrocínio da Gasmig e do Instituto Unimed-BH como mantenedor, por meio do incentivo de mais de 5 mil médicos cooperados e colaboradores, e apoio das empresas Marcelo Guimarães Advogados e Associados e Decta Contabilidade.


Comentários