Belo Horizonte, 25/01/2022

Eleonora Santa Rosa celebra carreira com reflexão e instigação sobre os rumos da cultura em seus novos livros “Solilóquio” e “cultura!”

por redacao | publicado em quinta, 16 de dezembro de 2021



Eleonora Santa Rosa celebra carreira com reflexão e instigação sobre os rumos da cultura em seus novos livros “Solilóquio” e “cultura!”

Consultora, gestora e estrategista cultural lança obras no dia 18 de dezembro, na Fundação de Educação Artística, em BH

Uma das precursoras em empregar uma gestão contemporânea no setor cultural público e privado do país, a ex-secretária estadual de cultura e uma das idealizadoras das leis municipal e estadual de incentivo à cultura, Eleonora Santa Rosa, lançará seus livros “Solilóquio” e “cultura!”, neste sábado (18), a partir das 11h, na Fundação de Educação Artística (FEA – rua Gonçalves Dias, 320, Funcionários), em Belo Horizonte.

As obras celebram os 37 anos de carreira de uma das principais especialistas no Brasil na área de projetos, gestão e patrocínio cultural, e convidam os leitores a uma reflexão especialmente sobre os rumos da cultura e seu papel como agente transformador e de construção da cidadania, em uma linguagem contemporânea perpassada pela poesia.

“Solilóquio” dá continuidade ao seu livro “Interstício”, lançado em setembro de 2017, reunindo, agora, 196 textos publicados na revista eletrônica Dom Total, do Instituto Dom Helder Câmara, entre agosto de 2017 e maio de 2021, com temas diversos, registros do cotidiano, política, cultura, arte e as agruras e os embates que marcaram o país no período. “Nesses artigos apresento a minha perspectiva nas esferas social, política e cultural, e busco com os interlocutores a troca de ideias sem preconceitos e os interesses em comum”, declara Santa Rosa.

Elementos centrais em suas crônicas, a cultura e sua gestão têm sua função social, política e econômica evidenciadas. O professor do Departamento de Comunicação Social da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG, Eduardo de Jesus, responsável pelo prefácio da publicação, destaca que o assunto é abordado sob “um espectro amplo, mas sempre focado na dimensão libertadora da cultura e em sua função social, política e econômica. Tudo isso emerge em muitos textos que combinam reflexões mais típicas do campo da gestão cultural a uma visão crítica, criando um terreno fértil para o desenvolvimento de comentários e gestos analíticos sempre pertinentes”.

Segundo ele, as crônicas de Santa Rosa “articulam observação atenta do cotidiano, traços evidentemente poéticos e potentes gestos de análise”, o que torna “Solilóquio” uma obra atual e necessária que nos ajuda a compreender os últimos anos no nosso país.

No livro “cultura!”, a especialista apresenta 54 textos escritos entre 2016 e 2021 – publicados não só na Dom Total como em outros periódicos – integralmente dedicados à gestão, planejamento, captação e implantação de projetos e equipamentos, com ênfase em museus e patrimônio cultural. A obra desperta o interesse de todos os setores comprometidos com a causa da Cultura, além de contribuir para a bibliografia dos estudos na área de gestão cultural.

A jornalista e curadora, Maria Arlete Gonçalves, responsável durante mais de uma década pelo referencial e bem-sucedido Instituto Cultural da Oi Futuro, assina o prefácio dessa publicação, que define como um “livro-manifestoemocional-político-visceral dos estados da cultura do Brasil nos últimos cinco anos”:

“Anos difíceis, cruéis, para a cultura, em todos os níveis - nacional, estaduais, locais e pessoais.

Somente de 2016 a 2018, quatro ministros ocuparam e desocuparam a pasta, até que, em 2019, o Ministério da Cultura é extinto no Brasil. Vira secretaria e, mesmo rebaixada, em apenas dois anos passa pelas mãos de cinco titulares”.

Maria Arlete frisa a luta e a dedicação de Santa Rosa pela construção e fortalecimento do setor: “Defensora ferrenha do patrimônio artístico/cultural brasileiro, amante da memória e das letras, dona de riquíssimo vocabulário, Eleonora conjuga, em textos escritos no calor dos acontecimentos, prosa com indignação, informação com espanto, contundência com poesia, língua afiada com reflexão, para lançar luzes e flechas certeiras sobre as estratégias detratoras da cultura”.

Com uma carreira consolidada, tendo como sua principal escola a Fundação João Pinheiro, em que entrou como estagiária e chegou a diretora do Centro de Estudos Históricos e Culturais, promovendo trabalho referencial, sobretudo nos campos editorial, no âmbito das Coleções Mineiriana e Centenário, e de diagnósticos e pesquisas de estatísticas culturais, a consultora atuou, mais recentemente, de outubro de 2017 a novembro de 2019, como diretora executiva do Museu de Arte do Rio (MAR), quando reposicionou o trabalho e a imagem do Museu, com grande repercussão e sucesso de público.

Em relação ao “cultura!’”, frisa a autora, “abordo as questões sensíveis que o setor enfrenta e que foram agravadas pela pandemia, e proponho o debate sobre alternativas para desafios recorrentes, como limitações orçamentárias, fragilidades no planejamento e composição das políticas culturais, precariedade dos quadros técnicos e marginalização do setor. É importante compreender que a estratégia é um elemento fundamental para o desenvolvimento da cultura, que necessita de uma profissionalização em todos os âmbitos”.

Além de ter assumido a posição de secretária de Estado de Cultura de Minas Gerais, Eleonora Santa Rosa ocupou diversas funções públicas e desenvolveu projetos de educação patrimonial e de patrimônio cultural de repercussão nacional. Atualmente é considerada uma das mais respeitadas profissionais no campo da viabilização, implantação e soerguimento de equipamentos culturais no país, atuando como consultora.

O lançamento na Fundação de Educação Artística também contará com o concerto do pianista Arthur Lopes de Paula, às 12h. Em Belo Horizonte, as obras “Solilóquio” e “cultura!” estarão à venda na Livraria da Rua (livrariadarua) e Quixote (quixotelivraria), e no Rio de Janeiro, na Travessa (@livrariadatravessa).

Serviço | Lançamento “Solilóquio” e “cultura!”, por Eleonora Santa Rosa

Data: 18 de dezembro (sábado)

Horário: A partir das 11h

Local: Fundação de Educação Artística (FEA – rua Gonçalves Dias, 320, Funcionários)

Entrada Franca

Valor promocional:

R$ 60 (Solilóquio) | R$ 40 (cultura!)

Mais informações sobre Eleonora Santa: www.santarosacultural.com.br

Ficha Técnica:

“Solilóquio” e “cultura!”

Design: Cláudio Santos Rodrigues e André Travassos (Voltz)

Produção gráfica: Alessandra Soares (Voltz)

Produção tipográfica: Flávio Vignoli

Revisão: Irene Ernest Dias e Eleonora Santa Rosa

Produção editorial: Joana Braga

Fotografia: João Vargas Penna


Comentários