Belo Horizonte, 29/11/2021

Lamas Destilaria apresenta produtos premiados na 30ª Expocachaça

por redacao | publicado em segunda, 22 de novembro de 2021



Foto: divulgação

Pela terceira vez, destilaria representa Minas no evento e celebra medalha de mérito sensorial concedida para uma de suas cachaças

Vai “rolar a bola” para mais uma edição da Expocachaça em Belo Horizonte. A mais importante e conceituada vitrine mundial da bebida, uma espécie de Copa do Mundo para os amantes do destilado, vai reunir na Serraria Souza Pinto entre os dias 25 e 28 de novembro o que há de melhor na cadeia produtiva do segmento.

Representando Minas Gerais, a Lamas Destilaria chega à sua terceira participação comandada por sua Libertas, cachaça bidestilada envelhecida em carvalho americano e finalizada em amburana, que arrebatou uma medalha de mérito sensorial em uma avaliação prévia realizada pelos organizadores. “No ano passado havíamos ganhado no mesmo concurso uma medalha de ouro com a Libertas versão carvalho americano e bálsamo. Receber novamente o reconhecimento de um evento de tamanha grandeza, desta vez com a Libertas carvalho americano e amburana, nos enche de alegria”, celebra Luciana Lamas, sócia e representante do marketing da destilaria.

Luciana explica que a Libertas, única linha de cachaça produzida pela destilaria, é comercializada em quatro versões, que se diferenciam pelas madeiras utilizadas no processo de maturação. Além das bidestiladas que utilizam barris de carvalho americano com finalização em bálsamo ou amburana, completam a coleção a Libertas carvalho americano e a jequitibá-rosa. “Com exceção da jequitibá-rosa, que ainda não foi submetida a concursos, todas as outras versões receberam prêmios em competições especializadas”, comemora.

Oportunidade de negócios aquece setor em crescimento

Nascida em Belo Horizonte há 23 anos, a Expocachaça deu mais que visibilidade à bebida; ajudou a elevar seu status e a promovê-la ao patamar de destilado nobre, tanto no mercado nacional quanto internacional. “Utilizar a força e o pioneirismo do evento, bem como sua posição de maior e mais conceituada feira para negócios e vitrine da cadeia produtiva da cachaça, é um ótimo meio de divulgar nosso portfólio como um todo, além da oportunidade de comercializar nossas bebidas gerando mais visibilidade da marca junto a patrocinadores e mídia de forma geral”, declara Luciana.

Após sua primeira participação em 2019, ano em que a Lamas se lançou no mercado, e com as restrições impostas pela pandemia na edição do ano seguinte, dessa vez a destilaria de Matozinhos, local onde está localizada sua sede, vai ocupar dois stands do evento para receber os visitantes e contar, por meio dos seus premiados produtos, sobre seu caminho de crescimento no mercado em tão pouco tempo.

Muito além da cachaça

Realizada em conjunto com a 14ª Brasilbier, o evento vai oferecer ao público muito mais do que o seu carro-chefe, a cachaça, contemplando também outros tipos de bebida. Segundo Luciana, a Lamas se prepara para apresentar aos participantes todas as suas produções, que vão desde os premiados gins, whiskies e cachaças, até o rum, a vodka e as cervejas. “Além da nossa carta completa de bebidas, apresentaremos algumas surpresas como os drinks prontos 100% assinados por nós e especialmente produzidos para o consumo no evento, como o Negroni e o Manhattan, por exemplo”, revela Luciana.

A visita ao stand da destilaria será ainda uma oportunidade para o público provar os sabores que colocaram a Lamas no mapa mundial dos destilados, colecionando reconhecimento nacional e internacional de especialistas em diversos segmentos de bebidas. “Entramos no mercado de forma comercial em 2020 e, de lá pra cá, vivenciamos uma verdadeira excursão com os nossos rótulos. Fomos premiados em várias avaliações organizadas pela The Global Spirits Master, na Inglaterra, na New York International Spirits Competition e na Bartender Spirits Awards, em Nova York e São Francisco, respectivamente, na Spirits Selection by Concours Mondial de Bruxelles, uma das avaliações mais conceituadas do mundo, na Bélgica, uma avaliação de 93 pontos na Jim Murray's Whisky Bible 2021, feito raro até para os rótulos de whiskies mais reconhecidos do mundo, e na alemã Frankfurt International Trophy 2021, que premiou duas de nossas cachaças com medalha de ouro, entre outros concursos", se orgulha Luciana, que conclui: “ganhar títulos, que vão desde a nossa tradicional cachaça ao nosso inusitado whisky, representa um motivo de grande orgulho pelo reconhecimento da nossa verdadeira paixão: o empenho e dedicação em produzir bebidas realmente diferenciadas com alto padrão de qualidade”, encerra a empresária.


Comentários