Belo Horizonte, 13/11/2019

Mantenha a boa forma durante o inverno sem alterar a alimentação

por Redação | publicado em terça, 16 de julho de 2019



Médico explica quais tipos de alimentos são indicados para a estação

Durante o inverno, costumamos consumir alimentos mais calóricos. Isso ocorre, na maioria das vezes, por uma associação emocional a tipos de alimentos consumidos na estação, como chocolate quente e caldos. Alguns vegetais, frutas e hortaliças são ricos em vitaminas e minerais importantes para a saúde humana, pois possuem compostos bioativos que auxiliam no bom funcionamento dos órgãos. Em geral os alimentos perdem parte do seu valor nutricional quando submetidos ao calor.

Estudos realizados pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) avaliaram o impacto de diferentes técnicas no preparo dos alimentos. Por exemplo, na couve, a forma de cozimento menos prejudicial foi o refogado. Não existe uma regra válida e uma melhor forma de cozimento para todos os alimentos. Mas em termos de atividade antioxidante, podemos dizer que o melhor é consumir os alimentos cozidos no vapor.

O diretor médico do Spazio Essenza, Bruno Menezes, explica que não é necessário trocar as frutas durante o inverno, mas o ideal é sempre consumir as frutas da estação, que mudam conforme a sazonalidade. O médico avalia que, em geral, as frutas e legumes da estação são:

Abacate:

Rico em ferro, magnésio e vitamina C, é rico em gorduras boas, auxilia a aumentar o colesterol bom e diminuir o ruim. Além disso, é rico em fibras, o que melhora também o fluxo intestinal.

Banana:

Rica em potássio e magnésio, a banana é excelente para os músculos e o coração. Ela também possui vitaminas C e B6, que são antioxidantes. A banana acaba tendo um efeito antidepressivo e calmante, pois é uma fonte de Triptofano, um aminoácido precursor de serotonina no cérebro, o que pode reduzir a vontade de comer doces, além de melhorar o sono.

Caqui:

Rico em ferro, cálcio, vitaminas A, B e C, essa fruta também é uma excelente fonte de antioxidantes.

Carambola:

Além de refrescante, a carambola também é rica em vitaminas A, B e C. Possui propriedades diuréticas. Deve ser consumida com moderação por pessoas que possuam problemas renais.

Figo:

Fonte de zinco e fibras, a fruta é um poderoso antioxidante. Uma excelente combinação é acrescentá-lo na salada.

Maçã:

Rica em vitaminas do complexo B e C, é uma fruta excelente para a saúde. A casca possui uma grande quantidade de fibras, o que ajuda a melhorar o funcionamento do intestino.

Tangerina:

Essa fruta que pertence às cítricas possui uma grande quantidade de potássio, um mineral que auxilia na prevenção das câimbras e demais contrações musculares. Além de muito gostosa, ela também combate a prisão de ventre, resfriados e gripes.

Sopas costumam ser calóricas. Quais tipos de caldo são indicados?

Muita gente acredita que sopas são sinônimos de poucas calorias, mas isso não é necessariamente assim. Em geral, caldos feitos com legumes e hortaliças são menos calóricos.

A dica é utilizar ervas frescas ou secas para reduzir a ingesta de sal, evitar acrescentar nos caldos carnes ou queijos gordurosos, dando preferência a alimentos como a batata baroa, batata doce, inhame, aipim e cenoura. Evite o creme de leite e use uma pequena quantidade de azeite”, orienta Bruno Menezes.

No inverno é comum bebermos menos água. O que fazer?

Bruno Menezes alerta: “no inverno, em geral, as temperaturas são mais baixas, o que faz a sensação de sede ser menor. Mas um consumo adequado de água é fundamental, pois ela é importante para a manutenção da temperatura corporal”.

Trocar achocolatado por cacau em pó pode ser mais saudável?

O médico explica que o termo achocolatado é utilizado na maioria das vezes por não poder ser utilizado o termo chocolate. “Devido a enorme quantidade de açúcar presente nestes achocolatados, o nome correto deveria ser açúcar achocolatado, então uma excelente substituição seria utilizar leites vegetais, como o de castanha, amêndoas ou coco e acrescentar cacau. Uma opção para adoçar seria utilizar tâmaras ou uvas passas batidas junto ao leite vegetal”, finaliza Bruno Menezes.


Comentários