Belo Horizonte, 16/11/2019

Meditação manteve os meninos tailandeses calmos na caverna

por Redação | publicado em quinta, 12 de julho de 2018



O treinador dos meninos viveu em um mosteiro budista por uma década e os ensinou a meditar dentro da caverna

Quando os 12 garotos tailandeses que estavam presos em uma caverna e foram resgatados um a um foram descobertos pela primeira vez por mergulhadores britânicos há uma semana, eles estavam meditando. “Veja como eles estavam quietos esperando lá. Ninguém chorava nem nada. Foi surpreendente ”, contou a mãe de um dos garotos, referindo-se a um vídeo amplamente compartilhado do momento em que os garotos foram encontrados.

Acontece que seu treinador, Ekapol Chanthawong, que os liderou em uma caminhada na caverna quando inundou em 23 de junho, teve um treinamento em meditação por uma década, quando viveu em um mosteiro budista, antes de se tornar um treinador de futebol.

De acordo com várias fontes de notícias, ele ensinou os meninos, com idades entre 11 e 16 anos, a meditarem na caverna para mantê-los calmos e preservar sua energia através de uma dura provação que durou duas semanas. "Ele podia meditar até uma hora", disse a tia de Ekapol, Tham Chanthawong. "Definitivamente o ajudou os meninos a manterem a calma." Na terça-feira, todos os 12 meninos e o técnico haviam sido resgatados.


Comentários