Belo Horizonte, 13/11/2019

Modernos Eternos propõe ação street com designers

por Redação | publicado em terça, 18 de junho de 2019



Mostra boutique leva arte para a rua, em parceria com ArcelorMittal,

como parte das programações de sua quarta edição, que começa na terça-feira, 25.

No próximo domingo, 23 de junho, a Modernos Eternos promove a ação Street em Belo Horizonte e traz uma novidade para as ruas da cidade. Em parceria com a ArcelorMittal, uma intervenção urbana promete tomar conta da Praça do Papa, com a exposição de cadeiras e bancos assinados por 13 arquitetos e designers – são peças funcionais e arrojadas, que utilizam diversas soluções em aço, permitindo interação com o público. Após a instalação do mobiliário, a cargo da Accero e BH Dobra, nove artistas plásticos irão customizá-los no local. A Modernos Eternos street dá início à programação da mostra, que tem curadoria e realização local assinadas por Josette Davis. Já na terça-feira, 25, inicia-se a quarta edição da exposição, em um casarão no bairro Mangabeiras.

Pelo terceiro ano consecutivo, a Modernos Eternos acontecerá em um imóvel de estilo brutalista, localizado no “Clube dos Caçadores”. Com proposta inovadora, a feira lançou o conceito mix&match, onde mistura, com muito equilíbrio e charme, peças antigas e contemporâneas, traduzindo um “jeito brasileiro” único de decorar. A arquitetura arrojada da casa, assinada por Marco Antônio de Pádua, configura-se como a primeira atração da exposição, que em 2019 contará com 26 ambientes assinados por profissionais.

A Modernos Eternos tem características muito próprias: tudo está à venda, desde os móveis, objetos e arte até o talento dos profissionais que projetam seus ambientes. E também é sustentável em todos os sentidos - inclusive ao dispensar reformas e construções, privilegiando as produções – simples e sofisticadas montagens –, que se tornam vitrines da decoração mais atual do mundo.

Para os visitantes, a proposta é oferecer uma nova experiência: a possibilidade de frequentar um ambiente que não é um museu, não é uma galeria de arte, mas é um espaço que oferece estímulos similares sob uma perspectiva cultural diferente. Em cada uma das salas, uma recepcionista-monitora informa sobre a composição do ambiente, destacando os designers que assinam o mobiliário e os objetos, a procedência das peças de antiquários e das obras expostas, dando ênfase aos aspectos históricos de cada uma, como se fosse uma “guia” de um museu.

Outro destaque do Modernos Eternos 2019 é a continuação da parceria de sucesso na ala gastronômica da mostra, com o chef Leo Paixão – à frente de restaurantes como Glouton, Nicolau e a hamburgueria Nico.

Criada em 2014 em São Paulo, por Maria di Pace e Sérgio Zobaran, a Modernos Eternos chegou à Belo Horizonte em 2016, pelas mãos de Josette Davis, rapidamente caindo no gosto do público mineiro.

Ainda dentro da vasta programação da mostra, está prevista uma agenda paralela com dezenas de ações, sempre apostando em temas como cultura, preservação histórica, incentivo a arte popular e contemporânea, lançamentos tecnológicos e, ainda, o melhor do design consagrado e objetos com história e valor atemporal.

SERVIÇO:

MODERNOS ETERNOS – 4ª EDIÇÃO

Data: 25 de junho a 07 de julho de 2019

Local: Rua Sebastião Dayrell de Lima, 80 (“Clube dos Caçadores”) – Mangabeiras

Horários: de terça a sexta de 16 às 22h

sábado de 13 às 22h

domingos e feriados de 13 às 19h

Ingressos: R$ 30 (meia) e R$ 60 (inteira)

Ponto de venda: Sympla e na bilheteria da mostra


Comentários