Belo Horizonte, 21/11/2019

Órteses produzidas pela AMR agora podem ter desenhos, melhorando a aceitação e o tratamento das crianças

por Redação | publicado em sexta, 17 de agosto de 2018



Técnica começou a ser usada neste mês de agosto e os atendidos pela instituição recebem a órtese gratuitamente

As crianças atendidas gratuitamente pela Associação Mineira de Reabilitação (AMR) ganharam mais cor no seu dia a dia. Isto porque as órteses produzidas na oficina da instituição, que antes eram brancas, agora têm a opção de ter desenhos. Desde o começo deste mês de agosto uma nova técnica tem sido utilizada na produção de órteses. Trata-se do transfer, que permite a transferência de um desenho para a placa que é confeccionada a órtese, durante a termomodelagem.

As órteses coloridas começaram a ser entregues também neste mês de agosto. Ana Carolina Gomes Ferreira, de 11 anos, foi uma das primeiras crianças a receber a órtese com a aplicação de figuras. Ela tem paralisia cerebral e, por isso, depende de cadeiras de rodas para longas distâncias e órteses e andador para treinar a marcha na fisioterapia. A dela foi estampada com várias flores. Maria Helena Gomes, bisavó da Carol, que a acompanha nos atendimentos na AMR desde que ela tinha seis anos, conta que a bisneta adorou a novidade. “Ela não gostava de ir para a escola com a órtese branca, mas assim que recebeu essa, toda florida, logo me disse que quer sair com ela para todos os lugares, inclusive para a escola”.

De acordo com Ana Cristina Pedrosa, fisioterapeuta da AMR, esta é uma das grandes vantagens da utilização desta técnica. “Temos constatado uma grande aceitação e satisfação por parte dos pacientes. Os benefícios são muito significativos pois, especialmente as crianças, ficam mais motivadas a usarem a órtese. Como passam a usá-la por mais tempo, os resultados do tratamento acabam sedo mais eficazes”, explica.

As órteses produzidas na Oficina Ortopédica da AMR são essenciais no processo de reabilitação, principalmente em relação à prevenção de deformidades. Confeccionadas de forma personalizada e com adequado alinhamento biomecânico, as órteses favorecem a independência e geram mais conforto para os seus usuários. Elas também são fornecidas a pacientes do SUS e particulares.

Sobre a AMR

Criada há 54 anos, a AMR é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, que atende 500 crianças e adolescentes com deficiência física e em situação de vulnerabilidade e risco social.

A associação oferece serviços de assistência à saúde, principalmente na área de reabilitação, promovendo a inclusão social da criança por meio de um trabalho qualificado e inovador. A AMR é referência no atendimento multidisciplinar de reabilitação motora em Minas Gerais e conta com profissionais especializados nas áreas de Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Psicologia, Musicoterapia, Esporte Terapia, Odontologia, Serviço Social, Neurologia, Ortopedia e Cirurgia Ortopédica. O atendimento da entidade abrange Belo Horizonte e mais 22 municípios da região metropolitana.

Como ajudar

Existem várias formas de ajudar as crianças atendidas pela a AMR: apadrinhamento de crianças; doações avulsas via boleto bancário ou depósito em conta; doações de alimentos e produtos de higiene pessoal; débito em conta da Cemig ou Copasa; comprando produtos no bazar ou brechó, na sede da AMR ou ainda participando dos eventos beneficentes que são realizados pela associação. Para saber mais, acessehttp://amr.org.br/index.php/quero-ajudar , ou ligue para 0800-72-71-347.


Comentários