Belo Horizonte, 18/05/2022

Oscar 2022: conheça as principais curiosidades da maior premiação do cinema

por redacao | publicado em sexta, 25 de março de 2022



Vamos falar sobre a maior premiação do cinema mundial, assunto monotemático em todo início de ano para os cinéfilos, certamente ansiosos pelo dia 27 de março, data da cerimônia de entrega do Oscar 2022. A festa terá transmissão ao vivo pela Rede Globo (na TV aberta) e pela TNT (nos canais a cabo) e promete ter as disputas mais acirradas dos últimos anos, com poucos filmes favoritos nas principais categorias. Compartilho estas curiosidades para vocês, leitores da nossa revista, poderem se gabar nas conversas envolvendo esse tema:

  1. A primeira cerimônia do Oscar foi realizada em 16 de maio de 1929, e o filme vencedor foi o drama de guerra Asas.

  2. O primeiro prêmio foi dado ao ator Emil Jannings, pela atuação em dois longas: A Última Ordem e Tortura da Carne.

  3. Nos quatro primeiros anos da premiação, não se levava em conta um trabalho em um filme específico nas diversas categorias, e sim todo o trabalho realizado durante o ano anterior.

  4. A primeira transmissão televisiva do Oscar ocorreu no ano de 1953, apenas para os Estados Unidos. Em 1966, o mundo todo, felizmente, teve acesso à transmissão.

  5. Os longas mais vitoriosos da história do Oscar são estes: Ben-Hur (*****) (1956), Titanic (*****) (1997) e O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei (*****) (2003), empatados com 11 estatuetas douradas – sendo que a terceira parte da trilogia O Senhor dos Anéis conquistou todas as categorias para as quais foi indicada.

  6. Parasita (*****) (2020), do diretor sul-coreano Bong Joon Ho, foi o primeiro indicado às categorias de Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Filme a vencer nas duas categorias em toda a história da premiação.

  7. Os longas Momento de Decisão (1977) e A Cor Púrpura (1985) (***1/2) são os maiores perdedores de todos os tempos. Ambos tiveram 11 (onze) indicações, mas não levaram nenhum prêmio.

  8. Apenas três filmes venceram as cinco principais categorias do Oscar (Melhor Filme, Diretor, Ator, Atriz e Roteiro): Aconteceu Naquela Noite (*****) (1934), Um Estranho no Ninho (*****) (1975) e O Silêncio dos Inocentes (*****) (1991).

  9. A atriz Katherine Hepburn ainda é, entre os prêmios de atuação, a maior vitoriosa: foram quatro na categoria Melhor Atriz. O primeiro foi em 1934, por Manhã de Glória, seguido de Adivinhe Quem Vem para Jantar (****) (1968), Leão de Inverno (1969) – empatada com Barbra Streisand, por Funny Girl – e Num Lago Dourado (1982), dentre um total de 12 indicações.

  10. Entre os homens, Daniel Day Lewis tem três prêmios na categoria principal. Saiu vencedor pelos trabalhos em Meu Pé Esquerdo (****) (1989), Sangue Negro (*****) (2007) e Lincoln (****) (2012), em seis indicações.

  11. O desenhista e dono de estúdio homônimo Walt Disney é o maior vencedor geral, ao faturar 26 estatuetas em 59 indicações.

  12. Meryl Streep é a mulher com mais indicações, 21, além de deter o recorde entre as categorias de atuação, saindo vencedora em três ocasiões: Melhor Atriz Coadjuvante, por Kramer vs. Kramer (***1/2) (1980); e Melhor Atriz principal, por A Escolha de Sofia (1982) e A Dama de Ferro (2011).

  13. Não existe um consenso para o motivo de os prêmios da Academia de Cinema de Hollywood serem chamados de “Oscar”. Algumas teorias tentam explicar a sua origem, e a mais aceita é a lenda de que Margareth Herrick, uma funcionária da Academia, teria comparado a estatueta com um tio chamado Oscar. Outra versão é a da atriz Bette Davis, devido à semelhança com seu primeiro marido, também chamado Oscar.

  14. Até o ano de 2021, o Brasil havia inscrito 50 filmes para concorrer a uma indicação para o Oscar de Melhor Filme Internacional. Apenas quatro conseguiram ser indicados: O Pagador de Promessas (1963), O Quatrilho (1996), O Que É Isso, Companheiro? (****) (1998) e Central do Brasil (*****) (1999). A nossa maior obra-prima moderna, Cidade de Deus (*****), infelizmente não foi selecionada para tentar a indicação pelo comitê brasileiro de cinema no ano de 2002. Por sorte, os membros da Academia corrigiram essa anomalia e indicaram o filme em quatro categorias no ano de 2003: Melhor Diretor, Roteiro Adaptado, Fotografia e Montagem. Certamente, perdemos a maior chance que já tivemos de vencer na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

As estreias mais aguardadas nos cinemas

→ BELFAST – Um jovem menino e sua família da classe trabalhadora vivenciam o tumultuoso fim dos anos 1960 na Irlanda do Norte. Trabalho biográfico do diretor, dramaturgo, ator e roteirista Kenneth Branagh, especialista em Shakespeare e um dos mais completos nomes do cinema na atualidade, de adaptações de Agatha Christie a filmes da Marvel. Está indicado a sete Oscars, inclusive Melhor Filme, e presente em praticamente todas as listas de melhores filmes do ano. Nota bem boa no site dos amantes do cinema, o IMDB (7,3/10), e bom Metascore (75/100). O Metascore é a fórmula usada pelo IMDB para compilar a média das notas dos críticos dos grandes veículos de comunicação de todo o mundo.

→ DRIVE MY CAR – Duas pessoas solitárias têm que lidar com seus passados, nesta adaptação de um conto de Haruki Murakami. Esse drama japonês foi a surpresa entre os indicados ao Oscar de Melhor Filme e é o maior favorito da noite na categoria Melhor Filme Estrangeiro. Também presente em quase todas as listas de melhores filmes do ano e com nota ótima no IMDB (7,7/10), além de espetacular Metascore (91/100).

→ O HOMEM DO NORTE – Na onda da temática viking, um príncipe busca vingança depois que seu pai é assassinado. Principal estreia de 2022, com direção do visionário diretor Robert Eggers, de A Bruxa (****) e O Farol (****), com vários nomes conhecidos no elenco: Alexander Skarsgård, Nicole Kidman, Willem Dafoe e Ethan Hawke. Ainda sem nota no IMDB.

Tesouros escondidos nas plataformas de streaming

Dos filmes indicados nesta coluna, estão disponíveis para streaming:

Netflix: A Bruxa (****).

Amazon Prime: O Farol (****) e O Silêncio dos Inocentes (*****).

HBO Max: Ben-Hur (*****), O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei (*****), A Cor Púrpura (1985) (***1/2) e Aconteceu Naquela Noite (*****).

Star+: Titanic (*****).

Globoplay: Parasita (*****), O Que É Isso, Companheiro? (****), Central do Brasil (*****) e Cidade de Deus (*****).

Plataformas de locação (VOD — Video on Demand) NOW, Apple Movie, Google Movie e Looke: Um Estranho no Ninho (*****), Adivinhe Quem Vem para Jantar (****), Sangue Negro (*****) e Kramer vs. Kramer (***1/2).

Bons filmes, muitos baldes de pipoca e até o próximo mês!

Dúvidas e sugestões pelo e-mail cinema@revistaexclusive.com.br ou pelo meu perfil no Instagram, @obrunocarneiro.


Comentários