Belo Horizonte, 22/09/2019

Projeto Vinil

por Redação | publicado em segunda, 15 de abril de 2019



Com duas edições anuais, o “MI FA LA?” surge para inovar ainda mais o mercado das artesanais

Já pensou que bacana seria participar do desenvolvimento de uma cerveja, mesmo não sendo um especialista na área? Esse é o convite da Cervejaria Vinil para os amantes da bebida com o lançamento do projeto “Mi FA LA” - uma brincadeira com as notas musicais. A proposta é convidar os consumidores apaixonados a opinar efetivamente na construção de uma receita de cerveja. “Nosso objetivo é estar cada vez mais próximo das pessoas, entender e aprender o que elas realmente querem; para isso, nada melhor que contar com o olhar deles para criarmos uma opção de cerveja que nascerá da análise de quem mais importa: o cliente”, explica Daniel Cordeiro, gestor de marketing da Vinil.

O projeto terá, a princípio, duas edições por ano. A primeira começa a partir do próximo dia 30 de março. Quem quiser participar, basta entrar no site da Vinil (www.cervejariavinil.com) e preencher o questionário. A partir daí, os organizadores irão coletar as sugestões do público pelo site e também em eventos que a cervejaria participa e, em cima desta análise e de testes, a receita será criada. “Baseado nessas opiniões, vamos pegar o que foi mais votado e também sugerido; para criarmos um rótulo com características que a maioria das pessoas espera de uma boa cerveja”, diz Daniel.

A expectativa é de que o primeiro rótulo esteja pronto até agosto com edição limitada em 2 mil litros. Nas próximas duas edições do projeto, a receita sofrerá alterações a partir da opinião dos clientes que participaram da ação. De acordo com Daniel, como as artesanais caíram no gosto do brasileiro, resultando em mais opções de rótulos, as pessoas estão experimentando cada vez mais e se tornando mais seletivas e criteriosas na hora da escolha. “Percebemos que os clientes estão criando suas preferências e saindo em busca delas; neste cenário, a contribuição delas será incrível”, afirma.


Comentários