Belo Horizonte, 25/08/2019

Sem Fronteiras

por Redação | publicado em quarta, 12 de dezembro de 2018



Em pouco tempo, os negócios on-line revolucionaram o setor de varejo, eliminando fronteiras e tornando o mundo uma aldeia global. Inovação digital, a crescente globalização e as mudanças nos hábitos de consumo impulsionaram também a indústria da moda em meio a mudanças sísmicas. Um dos resultados é o surgimento de centenas e centenas de e-commerces de roupas, calçados e acessórios que utilizam a internet e redes sociais como meio de venda de seus produtos e têm colhido bons frutos dessa iniciativa.

Há dois meses comandando sua própria loja virtual, Thássia Rafaela comenta que a decisão de vender roupas via redes sociais surgiu um pouco depois que, disponibilizou peças antigas do seu guarda-roupa, e em pouco tempo vendeu tudo. "Criei uma conta no Instagram dedicada exclusivamente para esse fim e acabei seguindo o conselho que me davam há tempos que era de ter a minha própria loja", conta a empresária que criou a Thássia Rafaela Store há pouco mais de dois meses. Impressionada com o alcance de seu pequeno comércio eletrônico, ela comenta que, embora seu maior público esteja na capital mineira, ela já despachou peças para o interior do estado e até para Goiás, Rio de Janeiro e São Paulo.

Operando somente via Instagram e Whatsapp, Thássia conta que nem sonha em comercializar seus vestidos, bodies e conjuntos em lojas de rua. "O consumidor cada vez mais preza a praticidade de comprar de qualquer lugar, sem precisar se locomover até um ponto de venda, além do que, uma loja física demanda muitos gastos", defende. Para captar mais clientes, Thássia ainda oferece o benefício de deixar as clientes de Beagá experimentarem as peças em suas casas antes de efetivarem a compra. “Acho isso importante para fidelizar as clientes locais”, reforça.

Conheça @thassiarafaelastore


Comentários