Belo Horizonte, 22/08/2019

Um dos melhores chopes do mundo chega ao Svärten Mugg

por Redação | publicado em quarta, 22 de agosto de 2018



Os amantes da cerveja artesanal que moram em Belo Horizonte podem saborear um dos melhores rótulos disponíveis no mundo. O Svärten Mugg Taverna oferece a seus clientes, por tempo limitado, o chope da Gulden Draak. O rótulo acabou de receber medalha de ouro no International Beer Challenge 2018, realizado em Londres, um dos maiores e mais exigentes concursos mundiais da bebida.

A Gulden Draak é uma cerveja do estilo dark strong ale, com teor alcoólico de 10,5%. É uma bebida encorpada e límpida, com uma cor marrom-avermelhada e espuma bege bem consistente. O aroma é frutado, com toque de cana-de-açúcar e álcool, mas o sabor é balanceado entre o amargo do café e o doce do chocolate. A refermentação no barril confere ao produto ainda mais complexidade e durabilidade. Não é a toa que os alemães chamam esse estilo de “vinho de cevada”. Enfim, uma cerveja para momentos especiais.

“Estamos falando de uma das referências nesse estilo em todo o mundo, em um formato que o brasileiro gosta, que é o chope. É uma cerveja bastante complexa e saborosa, características que marcam os melhores exemplares produzidos na Bélgica, e que harmoniza muito bem com pratos que temos na casa”, diz Conrado Salazar, um dos sócios do Svärten Mugg e cervejeiro.

História - Gulden Draak (dragão dourado, em flamenco) é o nome de uma estátua fixada sobre o campanário da cidade belga de Ghent. Diz a lenda que ela foi vista pela primeira vez em um barco norueguês pertencente a Sigrid Magnusson, no ano de 1111, época das cruzadas. Durante uma das viagens, o navegador teria presenteado o rei de Constantinopla com o objetivo de enfeitar um dos seus castelos (onde hoje é Istambul, na Turquia). Em 1382, um conde flamengo levou a estátua até a região onde hoje é a Bélgica. Em uma batalha, os habitantes de Ghent tomaram a estátua para si e a colocaram no alto do campanário, onde está até hoje, como símbolo de proteção e de poder do povoado.

O Svärten Mugg possui ainda uma variedade dos melhores chopes artesanais de marcas mineiras e brasileiras, com estilos que vão desde o witbier e pale ale, passando pelas IPAs e imperial stout, e também uma carta com dezenas de rótulos importados em garrafa. A casa também conta um rótulo próprio, a Red Crow, uma cerveja do estilo Brunt Öl, comum na região da escandinávia e no norte da Alemanha. “Muito em breve, devemos lançar oficialmente um novo rótulo de outra cerveja inspirada na cultura nórdica”, anuncia Conrado.

Sobre o Svärten Mugg – É o único bar especializado em comida escandinava/germânica em Minas Gerais, e um dos poucos do país, localizado na rua Santa Rita Durão, 1056, na Savassi. No cardápio estão pratos com ingredientes usados em países como Noruega, Suécia e Dinamarca, com influência de métodos e conceitos utilizados nas décadas de 40 e 50 e da cozinha contemporânea de rua. Além das cervejas artesanais, a casa oferece grande variedade de drinks e bebidas destiladas, como whiskys single malt.


Comentários