Belo Horizonte, 01/12/2020

Vestido de festa: como escolher o modelo ideal

por Redação | publicado em sexta, 30 de agosto de 2019



Celebrações como casamentos, formaturas e grandes aniversários são sempre cercadas de muita alegria, contudo, para as convidadas a felicidade, quase sempre, vem de mãos dadas com aquela velha dúvida: com qual vestido eu vou?

Com a variedade de estilos e horários de festas, a roupa mais adequada para cada ocasião também muda. Para não errar no dresscode, a diretora criativa da Arte Sacra, Marcela Malloy, dá dicas valiosas para a escolha do modelo.

1-Definido o horário e o local do casamento, qual o primeiro passo para se escolher o look?

“A informação principal é o horário da festa. É a partir daí que se desdobram as próximas escolhas! Quando isso for informado, as madrinhas e convidadas podem começar a pensar nas cores, modelos e tecidos mais adequados. Nós acreditamos em uma moda que comunique personalidade e que seja instrumento de expressão, por isso,não achamos que existam regras intransponíveis. Ainda assim, alguns cuidados são sempre bem vindos, como evitar usar muito brilho durante o dia ou tecidos muito simples para festas formais à noite”, destaca Malloy.

2- Madrinhas podem ou não usar branco?

“A menos que seja uma escolha da noiva, não é tão legal usar preto ou branco no altar. As convidadas possuem uma flexibilidade muito maior. O preto já foi totalmente absorvido como uma cor adequada para casamentos, o branco ainda pode ser gentilmente evitado para que o destaque seja somente da noiva. Ultimamente, com o costume da escolha da paleta de cor das madrinhas sendo cada vez mais visto no Brasil, essa tarefa ficou ainda mais simples e leve!”

3- Detalhes essenciais para não se esquecer.

“Para mães de noivos e noivas e madrinhas é muito importante o diálogo com a noiva, especialmente em relação à cor. Quanto às formandas, é o momento de brilhar e ser única, por isso, é interessante que elas conversem entre si, troquem opiniões e fotos, para não usarem vestidos iguais”.

4- Cores e shapes

“O inverno sempre traz consigo os tons fechados, mas isso não quer dizer que se limite a eles. De qualquer forma, durante essas estações é comum as peças assumirem tonalidades mais sóbrias e elegantes. Para as temporadas mais quentes, as cores mais vibrantes sempre têm seu espaço garantido. O importante é saber quais delas valorizam sua pele. Sobre os shapes, temos o novo midi, as mangas bufantes, que reinaram na recente semana de moda de alta costura, e a fluidez (aliada do verão, mas sempre presente em outras estações)”.

5- Atenção, mães e madrinhas!

Para o altar, é sempre interessante redobrar a atenção aos decotes muito profundos e peças super recortadas ou transparentes. A máxima, “menos é mais” é sempre importante.

6- Moderno e eterno

“Vestidos versáteis que circulam do dia para a noite são fundamentais no guarda-roupa. É sempre aconselhável ter uma peça clássica e atemporal, além de se manter atualizada com novas tendências.”

Foto: Weber Pádua


Comentários