Belo Horizonte, 13/11/2019

Xixi fora do lugar: entenda porque alguns cães têm incontinência urinária

por Redação | publicado em terça, 06 de agosto de 2019



Muitas vezes confundida com comportamento inadequado dos cães, a incontinência urinária é um problema que deve ser tratado

Se você tem um cachorro em casa sabe que são muitos os truques para ajudá-lo a fazer xixi no lugar certo, não é? As medidas vão desde o uso de produtos, que por meio do olfato, estimulam que o animal urine no mesmo espaço, até artifícios de recompensa pelo bom comportamento que são dados quando o pet “acerta” o local de fazer xixi. Há aqueles que recorrem a um adestrador, o que é útil em muitos casos. Entretanto, alguns cães insistem em urinar no local errado, o que dificulta a higiene não só da casa, como também do próprio pet. O que muitos não sabem, porém, é que este hábito inadequado pode ser sintoma de incontinência urinária, uma doença que apesar dos inconvenientes, pode e deve ser tratada.

Por conta do desconhecimento, o diagnóstico da incontinência urinária em cães pode levar anos. Muitos animais acabam sendo doados ou abandonados, já que o tutor não saber lidar com os inconvenientes trazidos pela doença. “Além de comprometer o convívio com a família, a incontinência urinária faz com que o animal fique predisposto a outros problemas, como infecções genito-urinárias, lesões de pele nos locais onde a urina escorre e miíase (conhecida popularmente como bicheira)”, afirma Silvana Badra, médica veterinária e gerente de produtos da unidade Pet da MSD Saúde Animal.

Comum em animais mais velhos, a incontinência urinária pode ser causada por uma série de fatores. Animais que sofrem com infecção urinária, cálculos, distúrbios hormonais e doenças na próstata também podem apresentar o problema. De acordo com Silvana, ao notar uma resistência contínua do animal em urinar no local correto, procure um médico-veterinário.

O problema pode se desenvolver após a castração, já que o procedimento pode aumentar as chances do animal, principalmente fêmea, de desenvolver incontinência urinária. Tanto é que alguns levantamentos mostram que uma a cada cinco fêmeas castradas apresentam o problema ao longo da vida. Silvana explica que isso acontece em uma parcela dos animais castrados, devido à queda dos níveis do hormônio estrogênio. Por outro lado, a veterinária reforça que “a castração não deve deixar de ser realizada por isso, já que o procedimento é benéfico sob vários aspectos para a saúde dos pets, além do controle reprodutivo”.

Atenção aos sinais

Para identificar o problema, cabe ao tutor observar mudanças no hábito de urinar do animal, como se ele passa a urinar na casinha e em outros ambientes de repouso, comportamento que não é normal em um pet saudável. “A incontinência pode fazer com que o cachorro não “segure” a urina ao dormir. Por isso, os pets que têm o problema costumam ter recorrentemente a cama molhada ou com cheiro de urina”, ressalta a especialista.

Um erro muito comum dos tutores que notam a incontinência urinária no seu pet é a redução da oferta de água. Assim como para nós, a água é importante para a hidratação e saúde geral e não deve ser restringida em hipótese alguma. Inclusive, a partir da observação do seu consumo, o tutor junto ao médico-veterinário pode identificar outros problemas de saúde, como o diabetes.

Tratamento

Há várias causas para a incontinência urinária, e, portanto, o animal deve receber o tratamento mais indicado para seu caso específico. “Hoje já existe no mercado um medicamento seguro e eficaz para a incontinência urinária hormônio dependente”, aquela relacionada com a castração em fêmeas, evitando o desconforto no animal, destaca Badra. Somente o médico-veterinário pode avaliar qual a melhor solução.

Declarações Prospectivas da Merck & Co., Inc., Kenilworth, N.J., EUA

Este comunicado à imprensa da Merck & Co., Inc., Kenilworth, N.J., EUA (“empresa”) inclui “declarações prospectivas” de acordo com o significado das disposições de segurança da U.S. Private Securities Litigation Reform Act (Lei Norte-Americana de Reforma de Litígios de Ações Privadas) de 1995. Estas declarações são baseadas em suposições e expectativas atuais da direção executiva da empresa e estão sujeitas a riscos e incertezas significativos. Se as suposições subjacentes forem incorretas ou houver riscos ou incertezas, os resultados reais podem diferir substancialmente daqueles contidos nas declarações prospectivas.

Os riscos e incertezas incluem, mas não estão limitados a, condições gerais da indústria e da concorrência, fatores econômicos gerais, incluindo taxa de juros e flutuações da taxa de câmbio, impacto da regulamentação da indústria farmacêutica e legislação de saúde nos Estados Unidos e internacionalmente, tendências globais para contenção de custos com a saúde, avanços tecnológicos, novos produtos e patentes obtidas por concorrentes, desafios inerentes ao desenvolvimento de novos produtos, incluindo a obtenção de aprovações regulatórias, capacidade da empresa prever com precisão as condições futuras de mercado, dificuldades ou atrasos de produção, instabilidade financeira das economias internacionais e de risco à soberania, dependência da eficácia das patentes da empresa e outras proteções para produtos inovadores e exposição a litígio, incluindo litígios de patentes e/ou ações regulatórias.

A empresa não assume nenhuma obrigação de atualizar publicamente qualquer declaração prospectiva, seja como resultado de novas informações, eventos futuros ou de qualquer outra forma. Outros fatores que possam fazer com que os resultados difiram substancialmente daqueles descritos nas declarações prospectivas podem ser encontrados no Relatório Anual de 2016 da empresa, no Formulário 10-K e outras submissões da Empresa junto à Securities and Exchange Commission (SEC) (Comissão Norte-Americana de Valores Mobiliários), disponível no site da SEC ().

Sobre a MSD Saúde Animal

Há mais de um século, a MSD – empresa biofarmacêutica líder global – tem promovido a inovação para a melhoria da vida das pessoas, apresentando medicamentos e vacinas para muitas das doenças mais desafiadoras do mundo. A MSD Saúde Animal, uma divisão da Merck & Co., Inc., é a unidade global de negócios de saúde animal da MSD. Por meio do seu compromisso com a Ciência para Animais mais Saudáveis®, a MSD Saúde Animal oferece a médicos-veterinários, pecuaristas, donos de pets e governos uma grande variedade de produtos farmacêuticos veterinários, vacinas, soluções e serviços de gerenciamento de saúde, além de um conjunto de produtos voltados à identificação, à rastreabilidade e ao monitoramento digital. A MSD Saúde Animal é dedicada a preservar e melhorar a saúde, o bem-estar e o desempenho dos animais e das pessoas. Investe amplamente em recursos de P&D e em uma cadeia de suprimentos moderna e global. A empresa está presente em mais de 50 países e seus produtos estão disponíveis em cerca de 150 mercados. Para mais informações, visite www.msd-saude-animal.com.br ou acesse as páginas no Facebook e no LinkedIn.


Comentários